Como criar experiências de compra que encantam

3 jan, 2017 | Como cativar | 0 Comentários

Quando foi a última vez que comprou algo que gostou tanto que contou para amigos e familiares? Neste primeiro vídeo, eu falo sobre 3 maneiras de criar experiências de compra que encantam. E, no artigo, tem exemplos inspiradores.

Quer mais? Pegue a checklist para saber como aplicar isso para o seu negócio!

Olá! Novo por aqui?

Olá! Novo por aqui?

Eu sou Laís

Você ama o que faz e quer atrair clientes que gostam disso tanto quanto você. Meu trabalho é te ajudar a cativar seus clientes através da sua marca e site para que elas sintam a conexão com você e confiem em você.

Ponto chave do vídeo “O que as experiências de compra que encantam têm em comum?”

Faça essas três perguntas a si mesmo:

  1. O que seu cliente quer que você pode oferecer antes de ele pedir?
  2. O que você pode dar a mais que ele vai amar, mas nem pensou nisso ainda?
  3. Como seu produto ou serviço se encaixa na vida do seu cliente?
Como criar experiencias de compra cativantes LAISCS

Como criar experiências de compra cativantes

Se o vídeo te deixou com dúvidas sobre como fazer isso, aqui vão algumas ideias na prática de como criar experiências de compra que encantam e cativam seu público. Segui a mesma lógica do vídeo, então, se você gostou de alguma das perguntas, aqui estão algumas formas de aplicar.

O que seu cliente quer que você pode oferecer antes de ele pedir?

Se você conhece seu cliente, você provavelmente já sabe o que eles costumam pedir. Tente fazer isso antes que ele peça nas próximas vezes e com novos clientes.

Se você não sabe existe uma solução fácil. Pergunte para 3 dos seus melhores clientes o que eles gostariam que você oferecesse.

O que você pode dar a mais que ele vai amar, mas nem pensou nisso ainda?

Sabe quando você recebe um presente ou elogio inesperado? É assim que o cliente se sente quando você pensa nele antes de ele pensar.

Pode ser algo um detalhe no seu produto ou serviço ou na experiência como um todo. Ou ainda um novo produto ou serviço. Vai ser diferente em cada caso.

PRODUTO NOVO

Quando o iPad foi lançado, muitos especialistas diziam que aquilo não era útil. Isso não impediu que o tablet se tornasse produto desejo e queridinho de muita gente.

Era algo que os clientes da Apple queriam, mas não sabiam que queriam até ver e colocar as mãos em um. A referência já existia na cabeça do público dos filmes de ficção científica e criar com as mãos sempre foi a forma natural do ser humano.

O iPad não era um conceito totalmente estranho. A Apple tornou possível algo que as pessoas iriam amar, mas não imaginavam ser possível.

DETALHE A MAIS NO SERVIÇO

Vou dar um exemplo meu. Eu passei a oferecer um kit de consistência nas mídias sociais para meus clientes após criar a identidade visual.

Mas não são cards prontos, porque sei que meus clientes são criativos e vão querer usar diversas imagens diferentes e não apenas compartilhar frases.

O que fiz foi incluir ações do Photoshop (parecido com filtros), para manter o estilo das imagens uniforme, e modelos editáveis de cards (animados inclusive). Não era algo esperado e eles não imaginavam pedir isso, mas quando explico faz todo sentido.

Outro exemplo é a mini porção de brownie que vem ao lado do café expresso do Z Café. Eu amo aquilo e peço o café já pensando no bolinho, mas na primeira vez que pedi o expresso eu não esperava. Essa surpresa boa é cativante. Pense em como criar experiências boas para seu cliente no seu serviço.

EXPERIÊNCIA

A vendedora super querida de uma loja me deu um bombom de presente com um sorriso sincero no rosto antes de eu ir embora.

Detalhe importante: eu olhei bastante coisa e saí sem comprar nada e ainda assim fui tratada com muito carinho (raro nas lojas) e ainda ganhei presente. Claro que a loja ganhou meu coração. E é óbvio que vou voltar lá sempre e virar cliente.

Experiências de compra devem ser boas mesmo quando a compra não ocorre. Empresas que tratam mal os clientes mostram ter interesse apenas no seu dinheiro.

Dica: Não cobre dos funcionários a venda a qualquer custo. Peça para serem amigáveis sempre. Perder uma venda não significa perder o cliente. Já uma crise de imagem pode custar muitas vendas e clientes.

Como seu produto ou serviço se encaixa na vida do seu cliente?

Podemos ir além e perguntar:

  • Isso ajuda a fortalecer a imagem que ele quer passar e ser mais quem ele quer ser?
  • Ajuda a conquistar os objetivos dele?
  • Reduz o risco de algo indesejado?
  • Faz ele se sentir parte de algo?
  • É algo que abre novas oportunidades?
  • Faz ele sentir que está contribuindo com algo maior que ele?

A Nike faz isso muito bem. Ela incentiva você a ter iniciativa fazer acontecer. “Just do it”. O cliente fiel da Nike sente que está se superando a cada dia, enfrentando desafios e vencendo.

O chocolate KitKat se posiciona como uma recompensa no meio de um dia corrido de trabalho ou estudo com seu “Have a break, have a KitKat”.

A Apple (de novo ela) é um dos meus exemplos preferidos. Se você perguntar para qualquer pessoa que se considere criativa que notebook, celular ou tablet ela usa as chances são altas de ela responder Macbook, iPhone e iPad.

A empresa convida o cliente a pensar diferente e vende um mundo de possibilidades para criar o que quiser sem que a tecnologia seja um problema. Isso é uma experiência que se encaixa na vida.

Mas não precisa ser uma gigante internacional para fazer isso. Essa tática cria conexão com os clientes ao mostrar que sabe quem ele é e celebrar isso. Ou mostrar que sabe quem ele quer ser e quais os desafios dele e ajudar no caminho.

Sua vez!

Esse assunto rende muito e eu quero dar mais exemplos e inspirações em futuros posts. Mas agora quero saber de você.

Para o seu produto ou serviço, o que é possível fazer pra cativar seus clientes? Você já experimentou alguma dessas táticas ou tem outras que não foram citadas?

E se você não tem certeza, baixe a checklist que coloquei no baú para ter mais ideias de como aplicar essas táticas no seu negócio.

Pin It on Pinterest

Share This